blog dattos
liderar transformação digital

Qual executivo dentro de uma empresa deve liderar a transformação digital?

Embora a participação do CEO seja essencial, processo faz parte de um esforço coletivo, liderado por diferentes gestores e com o compromisso de todos.

  Segundo dados do IDC FutureScape, dois terços das duas mil principais empresas do mundo têm a transformação digital no centro da estratégia corporativa. Independentemente do porte ou idade, as companhias buscam incorporar a tecnologia como forma de renovar e otimizar processos, considerado como um dos melhores caminhos em direção à inovação e à criação de experiências digitais para os clientes. Entre as muitas questões que ainda existem quando se pensa em como realizar este desafio, umas das principais continua a ser sobre o papel do líder. Dentro de uma empresa, qual executivo ou área de negócio tem a visão geral necessária para liderar a transformação digital? Segundo o relatório “Estado da Transformação Digital”, realizado pela consultora Altimeter, 34% das as organizações preferem a liderança do CMO (Chief Marketing Officer) e 27% do CIO (Chief Information Officer). O restante se divide entre posições novas e menos frequentes como CDO (Chief Data Officer) e CXO (Chief Experience Officer). Apesar do perfil da empresa ser determinante para definir se as decisões serão tomadas pelo CMO ou CIO, ambos terão papéis distintos e complementares no dia a dia. A área de marketing é responsável por integrar a gestão da tecnologia, para garantir que os projetos realizados estejam alinhados com os objetivos comerciais. Além disso, é o setor que vai medir o retorno do investimento de toda a estratégia. Por outro lado, o CIO assume um papel muito mais importante do que nas últimas décadas. Na transformação digital, este diretor é responsável por impulsionar a inovação, pois tem contato direto com a alta gerência e a visão necessária para implementar ferramentas como Big Data, adaptação de plataformas móveis e serviços baseados em nuvem. As demandas sobre os sistemas e as tecnologias das empresas são cada vez maiores, como fornecer informações instantaneamente com um nível sofisticado de personalização. Assim, é necessário que a equipe de TI esteja bem equipada para garantir condições de trabalho ideais para toda a empresa, o que também reforça a segurança e reduz riscos financeiros. Levando em conta todas as mudanças que ocorrem diariamente dentro e fora das empresas, nenhuma estratégia de transformação digital pode ser definitiva. Todos os executivos devem estar preparados para fornecer respostas e gerar novas ideias, garantindo que a empresa esteja bem posicionada em um ambiente competitivo e que faça parte de uma grande mudança cultural e tecnológica.
Uma vez que a transformação digital é um processo constante e afeta o negócio como um todo, a participação do CEO também deve ser parte essencial da estratégia. Nos modelos mais comuns, o diretor executivo oferece uma direção clara e compromisso em promover mudanças, tanto graduais quanto transversais à operação. Porém, nem todos os CEOs nasceram na era digital, e a falta de familiaridade com a tecnologia pode dificultar a construção de uma visão clara de como é possível inovar a partir de mudanças tecnológicas. (Saiba mais: Os benefícios da Transformação Digital para a Conciliação Contábil.) Portanto, embora a participação do CEO seja essencial, não devemos esquecer que a aplicação diária das transformações faz parte de um esforço coletivo, liderado por diferentes gestores e como um compromisso de todos. CMOs, CIOs e outros diretores, dentro de cada especialidade, precisam organizar as equipes e articular o trabalho e a comunicação entre funcionários, clientes e parceiros, que passam a realizar a transformação digital em sinergia, em vez de operar como entidades separadas.  

Autor: Marcos Malfatti

Fonte: Administradores.com

compartilhe