CSC: o que é e como ajuda a otimizar as operações empresariais?

CSC: entenda o que é Centro de Serviços Compartilhados e como impulsiona a economia e a eficiência nas operações empresariais. Confira
Diversas equipes entendendo a importância do CSC para a sua empresa!

CSC é a sigla para Centro de Serviços Compartilhados. É uma unidade operacional que centraliza as principais funções de uma empresa em um só lugar. Desse modo, facilita a gestão e controle das tarefas mais importantes.

Assim, se tornou uma estratégia eficaz para otimizar as atividades, reduzir os custos, padronizar os processos e aumentar a eficiência operacional. No entanto, muitos gestores ainda têm dúvidas sobre seus benefícios e como implementá-lo na empresa.

A seguir, entenda o conceito de CSC, suas principais vantagens e como fazer sua implementação de forma eficaz. Aproveite e assista nosso webinar completo sobre o assunto!

csc 1

CSC: o que é Centro de Serviços Compartilhados?

É um modelo operacional que busca otimizar as funções de suporte de uma empresa por meio da centralização desses serviços. Então, em um CSC, atividades como finanças, contabilidade, recursos humanos, TI e outras operações administrativas são feitas em uma única unidade.

Desse modo, as demais áreas podem focar no seu core business, ou seja, função principal. Esse modelo tem sido adotado por empresas de todos os tamanhos e setores, uma vez que traz grandes benefícios.

Aliás, de acordo com uma pesquisa feita pela Associação Brasileira de Serviços Compartilhados (ABSC), 97% das empresas brasileiras já têm um CSC. Por sua vez, as outras já estão implementando essa estratégia.

Antes dos CSCs, as operações eram espalhadas e muitas vezes duplicadas em diferentes setores de uma empresa. Assim, esses centros surgiram como uma resposta à necessidade de eficiência e redução de custos. Eles permitiram a centralização das funções de suporte de negócios, reduzindo a duplicação de esforços e custos.

Atualmente, os CSCs são peças chave na estratégia das empresas. Além da eficiência e economia, também são catalisadores de inovação e excelência operacional.

infografico csc

Como os CSCs funcionam?

Os CSCs unem funções de suporte e administração que são comuns a várias partes ou setores de uma empresa em uma única unidade. Isso inclui, mas não se limita a, áreas como finanças, recursos humanos, tecnologia da informação, compras e logística.

Para ilustrar, em vez de cada departamento ter sua própria equipe de contabilidade ou RH, as funções são reunidas em um único local no CSC. Assim, as atividades passam a ser feitas como um serviço para todas as divisões da empresa. Isso leva a uma série de benefícios, incluindo maior eficiência operacional, melhor controle de qualidade e padronização dos processos.

Vale lembrar que o CSC pode estar na própria empresa, em um local diferente ou até mesmo em outro país, dependendo da estratégia. Afinal, o uso da tecnologia avançada é crucial para o funcionamento dos Centros de Serviços Compartilhados. Isso porque ela permite que os serviços sejam entregues de forma eficiente, independentemente de onde o CSC esteja localizado.

Por que as grandes empresas precisam de um CSC?

Ao implementar um Centro de Serviços Compartilhados, as grandes empresas obtêm uma série de vantagens. A seguir, confira as principais.

Economia de custos

A redução de custos é um dos benefícios mais atraentes da adoção de um CSC. Ao consolidar operações de suporte e administrativas, é possível gerar economias de escala significativa. Em um cenário sem CSC, cada setor pode ter suas próprias equipes para funções como contabilidade, recursos humanos, TI, entre outros. Isso frequentemente leva a redundâncias e ineficiências.

Afinal, esses diferentes grupos podem estar replicando o mesmo trabalho e utilizando mais recursos que o necessário. Com a implementação de um Centro de Serviços Compartilhados, essas funções são unificadas em uma única equipe que pode servir toda a empresa.

Isso permite que a empresa conquiste economia de escala. Isso porque é possível reduzir a duplicação de tarefas, consolidar sistemas e processos, e utilizar a infraestrutura e o pessoal de maneira mais eficiente.

A consequência direta é a redução de custos operacionais, uma vez que a empresa pode evitar gastos desnecessários e maximizar o uso de seus recursos. Além disso, essa centralização permite uma gestão mais eficaz e controle dos custos, já que é mais fácil monitorar e otimizar o uso de tais recursos.

Quer saber mais sobre como o CSC ajuda a reduzir custos? Então, clique no botão abaixo e assista ao nosso webinar para saber mais sobre o assunto!

Melhoria na qualidade dos serviços

Sem a adoção de um CSC, as funções de suporte geralmente são realizadas separadamente em cada departamento. Isso pode levar a variações na qualidade do serviço, já que cada equipe pode ter seus próprios padrões e procedimentos. Também pode resultar em uma falta de especialização, pois cada time precisa lidar com uma ampla gama de tarefas.

Porém, com a implementação de um CSC, essas funções são centralizadas em uma única unidade. Isso permite que a empresa adote padrões consistentes de serviço em toda a organização. Além do mais, os profissionais do CSC podem se especializar em suas respectivas áreas. Isso levará a um maior nível de expertise e, consequentemente, a uma melhoria na qualidade dos serviços prestados.

Outro aspecto importante é a definição de processos de controle de qualidade, que são mais viáveis em um CSC devido à sua natureza centralizada. Com esses processos, a empresa pode monitorar e melhorar continuamente a qualidade de seus serviços.

Maior controle e transparência

Quando os processos são descentralizados e gerenciados por diferentes equipes, é difícil ter uma visão clara e unificada de como os recursos são usados e de que forma os processos são executados.

Ao centralizar funções administrativas e de suporte, a empresa ganha uma visibilidade muito maior de suas operações. Isso permite um controle mais eficaz dos processos e recursos, já que tudo é gerenciado em um único lugar.

A transparência também é aprimorada, pois os CSCs normalmente usam sistemas integrados de TI que permitem rastrear e reportar o desempenho das operações de maneira consistente e em tempo real.

Dessa forma, a gestão consegue tomar decisões mais informadas, pois tem acesso a dados confiáveis e atualizados.

Foco no core business com o CSC

Uma organização geralmente se destaca por suas competências principais. Ou seja, aquilo que ela faz de melhor e que a diferencia de seus concorrentes. No entanto, muitas vezes, a necessidade de gerenciar funções de suporte e administrativas pode desviar a atenção e os recursos dessa atividade principal.

Com um CSC, a empresa consegue centralizar tais funções, permitindo que os líderes e os setores se concentrem em suas atividades principais. Portanto, um Centro de Serviços Compartilhados ajuda a liberar recursos — tanto humanos quanto financeiros.

Assim, permite que a empresa se concentre em melhorar seus produtos, serviços e estratégias de mercado. Isso, por sua vez, leva a uma maior competitividade no mercado.

Flexibilidade

Em um ambiente de negócios que está em constante evolução, a capacidade de se adaptar rapidamente às novas circunstâncias é crucial. Um CSC responde de maneira mais eficaz e eficiente às mudanças nas necessidades do negócio.

Por exemplo, se a organização precisar expandir ou contratar determinada área, o CSC pode rapidamente escalar suas operações para atender a essa nova demanda. Da mesma forma, se houver a necessidade de reduzir os custos, o Centro de Serviços Compartilhados tem uma visão clara e abrangente das operações e pode identificar onde e como os cortes podem ser feitos com o mínimo de impacto.

A flexibilidade também diz respeito à localização e ao uso de tecnologia. Isso significa que a empresa tem a liberdade de localizar o CSC onde achar mais conveniente e de aproveitar as novas tecnologias para otimizar a entrega de serviços.

Aumento da eficiência

A eficiência operacional é otimizada por meio da padronização e simplificação dos processos de negócios. Na ausência de um CSC, diferentes departamentos podem realizar tarefas similares de maneira distinta, levando a ineficiências. Isso pode resultar em maior tempo de execução das tarefas, erros e, até mesmo, conflitos entre setores.

Mas com um CSC, processos semelhantes são consolidados e padronizados. Essa padronização reduz a variação e a complexidade dos processos, facilitando a formação de equipes e a realização das tarefas.

Assim, ao eliminar a duplicação de esforços e racionalizar as operações, a eficiência é significativamente melhorada. Ainda, o CSC permite um gerenciamento mais efetivo do desempenho através da implementação de métricas de desempenho.

Desse modo, facilita a identificação e a correção de ineficiências. Ou seja, o CSC não apenas melhora a eficiência das operações existentes, como também proporciona uma base para a melhoria contínua.

Por falar em eficiência, aproveite para fazer o download gratuito do nosso e-book para descobrir como tornar os times mais ágeis e produtivos.

Inovação e transformação digital

No atual ambiente de negócios, a capacidade de inovar e se adaptar às novas tecnologias é essencial para a competitividade e crescimento. Com um CSC, torna-se mais fácil e eficiente implementar inovações.

Por exemplo, o CSC pode liderar automação de processos, uso da inteligência artificial e análise de dados. Dessa maneira, traz eficiência e insights valiosos para a organização. Por exemplo, pode atuar como um hub de inovação dentro da empresa, experimentando novas abordagens e tecnologia. Em seguida, disseminando-as em toda a organização.

Retenção de talentos

Um dos maiores desafios enfrentados pelas empresas atualmente é a atração e retenção de profissionais qualificados. Um CSC cria um ambiente no qual os profissionais têm a oportunidade de se especializar e desenvolver habilidades específicas. Isso também proporciona trajetórias de carreira mais claras e oportunidades de desenvolvimento profissional.

Ainda há o fato de que um CSC oferece um ambiente de trabalho mais dinâmico e variado, o que pode ser atraente para muitos profissionais. A possibilidade de trabalhar em diferentes projetos e com diversas áreas proporciona uma experiência de trabalho mais rica e gratificante, ajudando na retenção de talentos.

Então, como implementar um Centro de Serviços Compartilhados?

A implementação de um Centro de Serviços Compartilhados (CSC) é um processo complexo que requer planejamento detalhado e execução cuidadosa. Aqui está um passo a passo simplificado que pode servir como um guia:

  1. Definição da estratégia e dos objetivos: o primeiro passo é entender claramente por que a empresa deseja implementar um CSC e quais são os objetivos que ela espera alcançar. Isso pode incluir a redução de custos, a melhoria da eficiência operacional, o aumento da qualidade dos serviços, entre outros;
  2. Análise de viabilidade: em seguida, é necessário realizar uma análise de viabilidade para avaliar se um CSC é a melhor solução para a empresa. Isso pode envolver a comparação com outras opções, como a terceirização, e o cálculo dos custos e benefícios potenciais.
  3. Planejamento: se a análise de viabilidade for positiva, o próximo passo é planejar a implementação do CSC. Isso inclui decidir quais funções serão centralizadas, onde o CSC será localizado, como será estruturado e quais tecnologias serão usadas;
  4. Design dos processos: após isso, é necessário desenhar os processos que serão executados pelo CSC. Isso envolve a definição de procedimentos padrão, indicadores de desempenho, sistemas de controle de qualidade, entre outros;
  5. Implementação: depois que tudo estiver planejado e desenhado, é hora de implementar o CSC. Isso pode envolver a contratação de pessoal, a instalação de sistemas de TI, a configuração de espaços físicos, etc;
  6. Transição: uma vez que o CSC esteja pronto para operar, o próximo passo é a transição das funções de suporte dos diferentes departamentos para o CSC. Isso deve ser feito de maneira cuidadosa e planejada para minimizar interrupções e resistências.

Lembre-se de que cada empresa é única e pode requerer um processo de implementação ligeiramente diferente. É sempre aconselhável buscar o aconselhamento de especialistas ao implementar um CSC.

Por que a automação é a chave para a implementação de um CSC?

O uso de uma plataforma específica é fundamental para um CSC pois eleva a eficiência, permitindo que tarefas sejam executadas rapidamente e sem erros. Além disso, facilita a escalabilidade, permitindo uma expansão de serviços eficaz conforme a demanda cresce.

A automação também melhora a coleta e análise de dados, essenciais para a gestão do CSC, e permite a incorporação de inovações, mantendo-o atualizado tecnologicamente.

Por fim, a tecnologia significa redução de custos, substituindo tarefas que demandam muita mão de obra por processos automatizados.

Quer um bom exemplo? Conheça o caso da parceria entre nós, da Dattos, e a COFCO. Por meio da nossa plataforma, a empresa consegue garantir a qualidade e exatidão dos mais de 2 milhões de registros mensais.

Assista ao vídeo abaixo para conferir como o uso da plataforma revolucionou o setor contábil da COFCO.

Picture of Felipe Laneri

Felipe Laneri

Especialista Dattos em tecnologia e automação de preparação e análise de dados financeiros.

Deixe um comentário

Descubra que você pode mais com a Dattos

torfeu

Descubra materiais gratuitos para fazer parte do seu dia a dia

conteudo rico

Conheça cases de sucesso dos clientes que contam com a Dattos