dattos ai (1)

Guia de bolso para inteligência artificial nas funções de finanças

Intraempreendedorismo: o que é, como implementar e quais as vantagens dessa inovação?

Intraempreendedorismo: neste artigo, descubra a habilidade de inovar e captar oportunidades internamente na sua empresa com essa inovação.
Time de inovação com dois analistas e um gerente conversando frente a uma janela sobre o intraempreendedorismo.

O intraempreendedorismo é um conceito fundamental que surge a partir do empreendedorismo, mas aplicado dentro das organizações. Antes de abordarmos esse tema, é importante compreender os conceitos que o precedem.

O empreendedorismo é a habilidade de identificar oportunidades, criar soluções e utilizar recursos de forma eficaz. Com a evolução dos mercados e setores de atuação, surgiu o termo “intra”, que representa a ideia de estar dentro.

Dessa forma, o intraempreendedorismo pode ser definido como a capacidade de identificar desafios e oportunidades e trazer soluções inovadoras para dentro da empresa, mesmo como colaborador, e não como o proprietário.

A busca pela inovação tem se destacado cada vez mais, especialmente devido aos desafios enfrentados durante a pandemia. As empresas têm buscado novas formas de atuação, seja no atendimento aos clientes, no desenvolvimento de produtos e serviços ou na reestruturação dos modelos de negócio.

Essa mentalidade inovadora é incentivada dentro das organizações, com empreendedores que buscam indivíduos capazes de impulsionar transformações internas. Surge então o conceito de intraempreendedorismo ou inovação corporativa, que valoriza e estimula os colaboradores a trazerem mudanças significativas para a empresa em que trabalham.

Neste artigo, você vai compreender tudo sobre o intraempreendedorismo. Entenda como esse conceito impulsiona a transformação organizacional e promove o desenvolvimento de uma mentalidade empreendedora. Aproveite a leitura!

Intraempreendedorismo: o que é?

O intraempreendedorismo, também conhecido como empreendedorismo corporativo, é um conceito que envolve o desenvolvimento de habilidades e comportamentos empreendedores pelos colaboradores. Essa abordagem encoraja os funcionários a agirem como donos do negócio, contribuindo com ideias, soluções e criatividade em benefício da empresa como um todo ou de seus respectivos departamentos.

Ao adotar uma mentalidade intraempreendedora, o colaborador se torna um agente de transformação, buscando oportunidades de melhoria, inovação e crescimento para a organização em que trabalha. Essa postura pró-ativa e comprometida contribui tanto para o desenvolvimento pessoal do indivíduo quanto para o crescimento e sucesso da empresa.

Além disso, o intraempreendedorismo oferece uma série de benefícios tanto para o colaborador quanto para a organização. Ao assumir uma postura empreendedora, o profissional amplia seu leque de habilidades, adquire maior autonomia e responsabilidade, desenvolve uma visão mais ampla do negócio e se torna mais preparado para lidar com desafios e buscar soluções inovadoras.

Além disso, o intraempreendedorismo promove um ambiente de trabalho mais dinâmico, estimula a colaboração e a troca de ideias, e permite que a empresa esteja constantemente adaptada às mudanças do mercado, mantendo-se competitiva e relevante.

Ou seja, essa abordagem valoriza o potencial criativo e inovador dos colaboradores, incentivando-os a agirem como empreendedores dentro da empresa. Essa mentalidade empreendedora impulsiona o crescimento organizacional e o desenvolvimento profissional dos indivíduos, resultando em benefícios mútuos para ambas as partes.

Antes de mergulharmos no mundo do intraempreendedorismo, é fundamental entender o papel da inovação. Descubra como a inovação impulsiona o sucesso das empresas e abre caminho para novas oportunidades.

Qual a importância da inovação corporativa? 

A inovação é o principal meio para a diferenciação e competitividade das empresas em um mercado altamente globalizado.

No mundo atual, entregar apenas um atendimento de excelência já não é mais um diferencial, mas sim um pré-requisito. Portanto, trazer a inovação para dentro da empresa fará toda a diferença para alcançar os objetivos desejados.

Porém, para que a inovação traga resultados positivos, o time também precisa estar engajado nesse processo. Isso porque com a inovação corporativa é possível alcançar os seguintes resultados:

  • Melhor posicionamento no mercado;
  • Novas formas de competir;
  • Novos modelos de negócios;
  • Melhorias nos processos internos;
  • Desenvolvimento de novos produtos e serviços.

Além disso, quando as ferramentas e metodologias inovadoras são aplicadas de forma assertiva, também é possível diminuir riscos, apresentar soluções aos consumidores e lidar melhor com as adversidades da rotina empresarial.

Como implementar a inovação na minha empresa? 

As empresas buscam fomentar a inovação corporativa utilizando-a como uma ferramenta de gestão na busca de ideias, projetos e propostas que tragam para a organização competitividade e diferenciação.

Contudo, para que haja uma implementação de sucesso dentro da empresa, existem alguns passos fundamentais que devem ser seguidos, conforme detalhado a seguir:

Determine foco da inovação corporativa

É preciso definir esse foco porque as inovações podem ter diversos objetivos. Por exemplo, uma empresa pode ter como foco inovações incrementais, como um novo modelo para o farol de um carro já existente. 

Por outro lado, também se pode desejar uma inovação radical, que possa realmente mudar o jeito que a empresa atua no mercado, ou como entrega o produto ou serviço.

Defina metas para mensurar os resultados 

Nessa etapa é muito importante deixar claro quais são os objetivos e as metas que a empresa pretende alcançar em relação ao intraempreendedorismo, bem como ele será aplicado e como os resultados serão medidos. 

Estabeleça parcerias 

Quando se fala em inovação, é impossível não falar em parcerias, as quais possibilitam o contato com clientes e fornecedores para que essa transformação aconteça.

Crie mecanismos de compartilhamento

A inovação é a geração de novas ideias, por isso o compartilhamento é tão importante. Inclusive, nesse ponto é preciso ressaltar: não julgue nenhuma das ideias. O que pode parecer inviável hoje, pode ser a solução de amanhã.

Assim, fazer o brainstorming, ou chuva de ideias, é a principal fonte de criatividade para a inovação.

Desenvolva uma cultura de inovação 

Se você quer desenvolver o intraempreendedorismo dentro da sua empresa, é fundamental ter isso enraizado em todas as hierarquias, departamentos e pessoas da organização, de uma maneira que isso faça parte dos valores da sua empresa.

Dessa forma, é preciso incentivar os colaboradores a se expressarem e desenvolverem suas próprias ideias, dando espaço e mecanismos necessários para que eles consigam inovar.

Como o intraempreendedorismo pode impulsionar a inovação em sua empresa?

Quando identificamos um colaborador com perfil intraempreendedor, a chance de ele trazer soluções, identificar oportunidades de negócios e engajar os colegas de trabalho é significativamente maior. Essas pessoas têm uma ânsia natural de fazer diferente e ir além do esperado.

Com um olhar mais atento, clínico e detalhista, elas conseguem enxergar possibilidades que outras pessoas não perceberiam. E é papel da empresa impulsionar e incentivar práticas empreendedoras entre os colaboradores para promover um crescimento exponencial tanto nos negócios quanto na equipe.

Qual o impacto dos intraempreendedores dentro das empresas? 

Como já mencionado, o intraempreendedor tem como diferencial a otimização e a proatividade em identificar e fazer as coisas acontecerem de maneira diferente. Assim, esse perfil de colaborador pode trazer os seguintes impactos para a empresa:

  • Aumento na satisfação do cliente;
  • Aumento na produtividade;
  • Desenvolvimento de novos produtos e serviços;
  • Novas oportunidades de negócios;
  • Novas ideias, mudanças e transformações.

Desenvolver o intraempreendedorismo na sua empresa, vai transformar o funcionário comum em um profissional de grande valor, podendo potencializar tudo o que ele tem de melhor, no lugar e na hora certa.

Quem melhor do que aqueles que realizam o trabalho diariamente para compreender os processos? O próprio usuário. Os próprios colaboradores têm insights valiosos e podem trazer soluções inovadoras que nem mesmo os gestores teriam imaginado, gerando resultados significativos.

Empresas com mente fixa, ou seja, que não estão abertas à novas ideias, vão ficar para trás e até mesmo com a possibilidade de fracasso.

Como o intraempreendedorismo pode beneficiar os funcionários e alcançar um melhor desempenho?

Quando o intraempreendedorismo é incentivado e desenvolvido dentro das empresas, os colaboradores conseguem ter mais autoconhecimento sobre as próprias habilidades, o que possibilita maior autonomia em trazer ideias e soluções para a organização.  

Por sua vez, ao terem voz ativa dentro da organização, os funcionários passam a ter maior satisfação e se sentem mais motivados, visto que seus esforços são reconhecidos e recompensados.  

Assim, reforça-se a necessidade de gerar um ambiente propício para que eles se sintam parte da mudança e dos processos de transformação junto à empresa. 

Como identificar, atrair e reter intraempreendedores em potencial? 

Para estabelecer uma cultura de intraempreendedorismo na rotina de trabalho, a empresa pode adotar diferentes abordagens. Uma delas é buscar profissionais com perfil proativo já na fase de contratação ou identificar características empreendedoras entre os funcionários existentes.

Nesse sentido, o gestor desempenha um papel fundamental ao ter um olhar aguçado para reconhecer o que motiva e estimula os colaboradores, além de envolvê-los nos processos de transformação da empresa.

Ao atrair novos talentos, é importante que o gestor demonstre que a organização valoriza profissionais proativos, críticos e estratégicos, e que o candidato com essas características está no lugar certo.

Uma estratégia eficaz nesse sentido é utilizar a marca empregadora, mostrando tudo o que a empresa oferece aos seus colaboradores. Isso desperta o desejo dos candidatos em fazer parte da organização, promovendo uma cultura de intraempreendedorismo desde o início.

Quais são as principais características de um profissional intraempreendedor? 

É muito importante conseguir fazer uma leitura das características do intraempreendedor. Isso porque pode ser que ele não tenha todas as características necessárias, mas o perfil de trabalho e a forma de entrega se encaixam perfeitamente nos objetivos desejados.

Nesse contexto, as principais características envolvem:

  • Transformar imprevistos em oportunidades;
  • Tem senso de dono;
  • Criatividade e proatividade nas atitudes diárias;
  • Aceita e se adapta às mudanças;
  • É persistente;
  • Aprende com os erros e desafios;
  • Está em constante aprendizado.

É válido ressaltar que todos esses comportamentos precisam ser incentivados e orientados dentro da empresa, dando espaço, voz e liberdade para os colaboradores colocarem em prática suas ideias.  

Quais são os obstáculos atuais do intraempreendedorismo?

Estimular o engajamento dentro da empresa deveria ser uma exigência básica, mas não é o que se vê na prática. Na verdade, nem sempre é fácil manter os colaboradores motivados, o que se torna um grande desafio para os gestores e líderes. Entre as principais dificuldades, temos:

Sentimento de insatisfação ou estagnação na empresa

Quando o clima organizacional não é favorável e não há empatia entre os membros da equipe, líderes e gestores, também não haverá espaço para a inovação.

Se a sua empresa está enfrentando essa situação, a solução é promover melhorias internas. Isso envolve desenvolver os líderes, criar uma cultura que valorize as mudanças e inovações, capacitar as equipes de acordo com suas necessidades específicas e, acima de tudo, fornecer apoio especializado aos colaboradores.

É essencial investir em treinamentos e programas de capacitação que estimulem a criatividade, a colaboração e a iniciativa dos funcionários. Além disso, promover uma comunicação aberta e transparente, estabelecer metas desafiadoras e reconhecer e recompensar os esforços dos intraempreendedores são práticas fundamentais para criar um ambiente propício ao desenvolvimento de ideias inovadoras.

Ao adotar essas medidas, a empresa estará criando as bases necessárias para impulsionar o intraempreendedorismo e alcançar resultados significativos em termos de crescimento e sucesso organizacional.

Não ter uma estrutura para a implantação do intraempreendedorismo

Não adianta abordar os colaboradores e avisar a eles que a partir de agora eles podem dar opinião em tudo. Isso não é intraempreendedorismo. Você precisa desenvolver uma cultura dentro da empresa, considerando que ela esteja alinhada com os objetivos e a visão de futuro do empreendimento.

Da mesma forma, é preciso dar os mecanismos necessários para o desenvolvimento do intraempreendedorismo, como um ambiente amigável, boas ferramentas de trabalho, formação continuada e, mais importante, incentivo financeiro.

Não dar autonomia para os colaboradores

Dar autonomia não significa perder o controle das coisas, e sim orientar e estimular a equipe a trazer novas ideias e soluções que sejam condizentes com o que a organização busca.

Intraempreendedorismo é apenas uma fatia da inovação

Implantar um programa de intraempreendedorismo não significa adotar todas as ideias trazidas pelos funcionários. Como mencionado anteriormente, a inovação é uma cultura que requer um processo de desenvolvimento passo a passo dentro da empresa.

É importante compreender que o intraempreendedorismo é um componente da inovação que desafia os paradigmas da burocracia e da gestão centralizada.

Essa abordagem estratégica permite descobrir potenciais incríveis dentro das organizações, transformando a empresa em um empreendimento humanizado e obtendo resultados significativos por meio da colaboração dos envolvidos nos processos.

É fundamental estabelecer um ambiente que encoraje a geração de ideias, a experimentação e a aprendizagem contínua. Isso requer liderança comprometida, processos flexíveis e uma cultura que valorize a criatividade, a autonomia e o trabalho em equipe.

Ao promover o intraempreendedorismo, a empresa abre caminho para a descoberta de soluções inovadoras, o crescimento dos colaboradores e a conquista de melhores resultados no mercado em que atua.

Quais os resultados do intraempreendedorismo?

Com tudo o que foi trazido nesse artigo, é possível entender que o intraempreendedorismo é muito mais do que uma simples tendência ou modismo corporativo. É uma abordagem estratégica que impulsiona a inovação, a criatividade e o crescimento sustentável das empresas.

No entanto, para que o intraempreendedorismo floresça, é necessário um ambiente propício, no qual haja confiança, incentivo e liberdade para experimentar e correr riscos. Além disso, é fundamental que os líderes e gestores estejam engajados nesse processo, apoiando e valorizando as iniciativas empreendedoras dos colaboradores.

Ou seja, ao adotar o intraempreendedorismo como uma estratégia corporativa, as empresas podem se posicionar de forma competitiva no mercado, impulsionar a inovação e alcançar resultados extraordinários.

Quer saber como a transformação digital impacta os departamentos contábil e fiscal? Aproveite para acessar nosso conteúdo exclusivo sobre o assunto!

Picture of Felipe Laneri

Felipe Laneri

Especialista Dattos em tecnologia e automação de preparação e análise de dados financeiros.

Deixe um comentário

Descubra que você pode mais com a Dattos

torfeu

Descubra materiais gratuitos para fazer parte do seu dia a dia

conteudo rico

Conheça cases de sucesso dos clientes que contam com a Dattos