ISO 27001: certificação de segurança da informação, o que é?

ISO 27001: o que é, o que fornece e como ela pode ser implementada nas empresas? Descubra mais sobre o assunto neste artigo!
Uma imagem representando a segurança do ISO 27001.

A ISO 27001 se destaca como um dos principais padrões internacionais para gestão da segurança da informação. Desse modo, ela fornece um arcabouço abrangente e eficaz para proteger as informações sensíveis.

No mundo digital de hoje, a segurança da informação é fundamental para as organizações garantirem a confidencialidade, integridade e disponibilidade dos seus dados. Por isso é tão importante que as empresas tenham acesso a esse tipo de certificação.

A ISO 27001 não apenas estabelece requisitos para a implementação de um Sistema de Gestão de Segurança da Informação (SGSI). Ela também ajuda as empresas a identificar e mitigar os riscos de segurança. Além de demonstrar comprometimento com a proteção dos dados aos stakeholders.

Este guia completo sobre a ISO 27001 explora os principais aspectos da norma. Passaremos, por sua definição e estrutura até os benefícios da certificação e sua importância para a segurança cibernética nas organizações.

Ademais, vamos mergulhar nesse universo crucial da segurança da informação e entender como a ISO 27001 pode ser um diferencial competitivo. Além de ser uma garantia de confiança para clientes e parceiros comerciais. Confira!

ISO 27001: o que é?

A ISO 27001 é um padrão internacional que define os requisitos para um Sistema de Gestão de Segurança da Informação (SGSI). Ela fornece uma abordagem holística para:

  • Identificar;
  • Gerenciar e;
  • Reduzir os riscos de segurança da informação.

Assim, o seu foco é garantir a confidencialidade, integridade e disponibilidade dos dados em uma organização.

A norma foi desenvolvida pela International Organization for Standardization (ISO) e pela International Electrotechnical Commission (IEC). O objetivo é ajudar as organizações a protegerem seus ativos de informação contra ameaças.

Alguns exemplos dessas ameaças são: acesso não autorizado, divulgação não autorizada, interrupção de serviços e destruição de informações.

A ISO 27001 é baseada na abordagem de melhoria contínua PDCA (Plan-Do-Check-Act). Isso significa que as organizações devem planejar, implementar, monitorar e melhorar continuamente seu SGSI. Assim, visando garantir que ele atenda aos requisitos de segurança da informação e aos objetivos organizacionais.

A norma é aplicável a qualquer tipo de organização, seja ela pequena ou grande, do setor público ou privado. Além disso, ela pode ser implementada em conjunto com outras normas de segurança da informação.

Por exemplo, como a ISO 27002, que fornece diretrizes práticas para implementação dos controles da ISO 27001.

Como a ISO 27001 pode ser implementada?

A implementação da ISO 27001 envolve uma série de etapas que visam estabelecer, manter e melhorar um SGSI eficaz. Essas fases são essenciais para garantir que a organização atenda aos requisitos da norma e proteja suas informações contra ameaças. Veja cada uma delas nos tópicos abaixo!

1. Planejamento de implementação da ISO 27001

O planejamento da implementação da ISO 27001 é uma fase crucial que estabelece as bases para o sucesso do SGSI. Esta etapa envolve a definição clara do escopo do SGSI. Ela passa pela identificação dos objetivos de segurança da informação e a alocação adequada de recursos para garantir a eficácia do sistema. Assim, temos:

Definição do escopo do SGSI

  • Identificar os ativos de informação que serão protegidos;
  • Determinar os limites e as fronteiras do SGSI dentro da organização;
  • Especificar as partes interessadas relevantes para o SGSI.

Identificação dos objetivos de segurança da informação

  • Estabelecer metas claras e mensuráveis para o SGSI;
  • Alinhar os objetivos de segurança da informação com os objetivos estratégicos da organização;
  • Definir indicadores-chave de desempenho (KPIs) para monitorar o progresso;
  • Alocação de recursos necessários;
  • Identificar os recursos humanos, financeiros e tecnológicos necessários para implementar e manter o SGSI.

Assegurar o envolvimento e o comprometimento da alta direção e dos colaboradores;

Estabelecer um plano de comunicação para informar e educar os colaboradores sobre a importância da segurança da informação. Especialmente, os times financeiros e contábeis, que lidam diretamente com dados sensíveis na empresa.

O planejamento cuidadoso da implementação da ISO 27001 é essencial para garantir que o SGSI atenda aos requisitos da norma. Assim, permitindo que ele contribua efetivamente para a proteção dos ativos de informação da organização.

2. Análise de riscos

Essa etapa desempenha um papel fundamental na identificação, avaliação e mitigação dos riscos de segurança da informação. É uma fase essencial para garantir que o sistema de segurança seja eficaz na proteção dos ativos de informação da organização. Assim, podemos definir os seguintes trabalhos nessa fase de implementação:

Identificação das ameaças e vulnerabilidades

  • Identificar as possíveis fontes de ameaças à segurança da informação, como acesso não autorizado, falhas de segurança física e ataques cibernéticos;
  • Identificar as vulnerabilidades existentes nos sistemas, processos e procedimentos da organização.

Avaliação dos riscos associados

  • Avaliar a probabilidade de ocorrência de cada ameaça identificada;
  • Avaliar o impacto potencial de cada ameaça na organização, considerando a confidencialidade, integridade e disponibilidade da informação.

Definição das medidas de segurança necessárias

  • Identificar e selecionar os controles de segurança adequados para mitigar os riscos identificados;
  • Priorizar a implementação dos controles com base na gravidade dos riscos e nos recursos disponíveis.

Por fim, a análise de riscos na ISO 27001 envolve a verificação de uma série de processos. Especialmente, a identificação de erros e inconsistências financeiras. Temos um conteúdo completo que trata do assunto. Confira no link abaixo:

3. Política de segurança da informação

A elaboração da política de segurança da informação é uma etapa essencial na implementação da ISO 27001. Ela define os princípios e diretrizes que orientam as ações da organização em relação à segurança da informação.

Essa política deve ser aprovada pela alta direção e comunicada a todos os colaboradores. Assim, para que ela seja elaborada e implementada é necessário seguir esses passos:

  • Elaboração da política de segurança da informação;
  • Definir os objetivos de segurança da informação da organização;
  • Estabelecer os princípios e diretrizes que devem ser seguidos por todos os colaboradores;
  • Identificar as responsabilidades e autoridades relacionadas à segurança da informação.

Definição das responsabilidades e autoridades

  • Designar responsabilidades claras para a implementação e manutenção do Sistema de Gestão de Segurança da Informação (SGSI);
  • Assegurar que as autoridades competentes estejam envolvidas na definição e aprovação da política de segurança da informação;
  • Comunicação da política de segurança da informação;
  • Comunicar a política de segurança da informação a todos os colaboradores, fornecedores e outras partes interessadas relevantes;
  • Garantir que todos compreendam a importância da segurança da informação e sua responsabilidade em proteger os ativos da organização.

A política de segurança da informação é a base para estabelecer um ambiente seguro e confiável na organização. Ela orienta as atividades de segurança da informação e demonstra o comprometimento da alta direção com a proteção dos ativos de informação.

4. Implementação de controles

A próxima fase de implementação da ISO 27001 é a definição dos controles a serem exercidos. Basicamente, são medidas de segurança que visam proteger os ativos de informação da organização contra ameaças internas e externas. Assim, temos as seguintes tarefas de implementação:

Seleção dos controles de segurança da informação

  • Identificar os controles de segurança da informação necessários para mitigar os riscos identificados;
  • Selecionar os controles adequados com base na análise de riscos e nos requisitos da ISO 27001;
  • Implementação dos controles selecionados;
  • Desenvolver e implementar os procedimentos e políticas necessários para aplicar os controles selecionados;
  • Garantir que os controles sejam eficazes na proteção dos ativos de informação da organização.

Treinamento dos colaboradores

  • Fornecer treinamento aos colaboradores sobre os controles de segurança da informação e as políticas e procedimentos relacionados;
  • Assegurar que todos os colaboradores estejam cientes de suas responsabilidades em relação à segurança da informação.

Monitoramento e revisão dos controles

  • Monitorar regularmente a eficácia dos controles implementados;
  • Realizar auditorias internas para verificar a conformidade com os controles e os requisitos da ISO 27001.

Sobre auditorias, é interessante que você saiba como reduzir custos nesse processo e torná-las mais rápidas. Temos um conteúdo que trata sobre esse assunto. Confira no link abaixo!

5. Monitoramento e medição

Encaminhando para o final do processo de implementação da ISO 27001 nós temos o monitoramento e medição. Essa etapa permite avaliar a eficácia do SGSI. Assim, abrange os seguintes processos:

Monitoramento contínuo do desempenho do SGSI

  • Estabelecer indicadores-chave de desempenho (KPIs) para medir a eficácia do SGSI;
  • Monitorar regularmente o desempenho do SGSI em relação aos KPIs estabelecidos.

Realização de auditorias internas

  • Realizar auditorias internas periódicas para verificar a conformidade do SGSI com os requisitos da ISO 27001;
  • Identificar áreas de não conformidade e implementar ações corretivas.

Identificação de oportunidades de melhoria

  • Analisar os resultados do monitoramento e das auditorias para identificar oportunidades de melhoria no SGSI;
  • Implementar ações corretivas e preventivas para melhorar continuamente o desempenho do SGSI.

6. Melhoria contínua

A melhoria contínua é o último processo de implementação da da ISO 27001. Seu objetivo é garantir que o SGSI esteja sempre atualizado e eficaz na proteção dos ativos de informação da organização.

Esta fase envolve a identificação de oportunidades de melhoria e a implementação de ações corretivas e preventivas. Nela também é necessário revisar regularmente o SGSI para garantir que ele esteja alinhado com os objetivos de segurança da informação da organização.

Outra etapa importante nesse processo é a promoção de uma cultura de aprendizado e melhoria contínua em relação à segurança da informação. Assim, é possível utilizar o feedback dos colaboradores e das partes interessadas para identificar áreas de melhoria no sistema.

Por fim, o processo de melhoria contínua na ISO 27001 depende de uma gestão de informações precisa e contínua. Nesse sentido, surge o importante papel do Continuous Accounting. Temos um conteúdo sobre esse assunto que pode ser interessante. Confira!

Quais são os benefícios que a certificação ISO 27001 pode trazer para a organização?

A certificação na ISO 27001 oferece uma série de benefícios significativos para as organizações. Neste capítulo, exploraremos as vantagens competitivas e reputacionais, a redução de riscos e custos relacionados à segurança da informação. Bem como a conformidade legal e regulatória proporcionadas pela certificação.

Vantagens competitivas e reputacionais

A certificação na ISO 27001 pode ser um fator decisivo na escolha de clientes em potencial. Demonstrando um compromisso sólido com a segurança da informação.

Ela é capaz de aumentar a confiança dos clientes, parceiros comerciais e partes interessadas na capacidade da organização de proteger suas informações.

Redução de riscos e custos relacionados à segurança da informação

A certificação requer uma análise detalhada de riscos e a implementação de controles apropriados. Desse modo, ela é capaz de reduzir a probabilidade de incidentes de segurança.

Nesse sentido, a ISO 27001 pode levar à redução de custos relacionados a violações de segurança, danos à reputação e interrupções nos negócios.

Conformidade legal e regulatória

A certificação na ISO 27001 ajuda as organizações a cumprir as leis e regulamentos de proteção de dados. Por exemplo, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Bem como o Regulamento Geral de Proteção de Dados na União Europeia.

A ISO 27001 é flexível e pode ser adaptada para atender a novos requisitos regulatórios, garantindo conformidade contínua.

Quais são as tendências e os desafios para o futuro em relação à ISO 27001?

A segurança da informação é um campo dinâmico que está sempre evoluindo para enfrentar novas ameaças e desafios. Assim, a ISO 27001 está em constante revisão para garantir que seus controles estejam alinhados com as últimas ameaças cibernéticas.

A norma pode ser atualizada para incluir novos requisitos relacionados a áreas emergentes, como segurança em nuvem e Internet das Coisas (IoT). Além disso, a ISO 27001 possui uma série de requisitos detalhados que podem ser desafiadores de serem implementados e mantidos.

Também devemos mencionar que implementar e manter um Sistema de Gestão de Segurança da Informação pode ser caro e exigir recursos significativos. Além de depender de uma estrutura robusta de gestão de dados com o uso da tecnologia.

Inclusive, nós temos um conteúdo completo que mostra como a tecnologia vem transformando o setor financeiro nas empresas. Confira no link abaixo:

Assim, a segurança da informação terá que se adaptar à integração de tecnologias emergentes. Por exemplo, a inteligência artificial e blockchain, que trazem novos desafios de segurança.

Por isso, é fundamental que você possa contar com uma estrutura de sistemas tecnológicos capazes de se adaptar a essas exigências. É exatamente nesse momento que surge o importante papel que a Dattos desempenha no mercado.

Nossas soluções são capazes de automatizar rotinas e padronizar procedimentos que dependem de dados financeiros e contábeis. Com isso, você terá em mãos todo controle dessas informações. Contribuindo para a implementação eficaz da ISO 27001 e de um Sistema de Gestão de Segurança da Informação eficiente.

Então, não perca mais tempo! Acesse o nosso site e faça um diagnóstico para descobrir a melhor  solução para o seu time.

Picture of Felipe Laneri

Felipe Laneri

Especialista Dattos em tecnologia e automação de preparação e análise de dados financeiros.

Deixe um comentário

Descubra que você pode mais com a Dattos

torfeu

Descubra materiais gratuitos para fazer parte do seu dia a dia

conteudo rico

Conheça cases de sucesso dos clientes que contam com a Dattos